A influência da tecnologia na contabilidade em 2019


A transformação digital está ditando as grandes mudanças no mercado contábil. Algumas pesquisas preveem que a profissão de contador pode acabar por conta da entrada da tecnologia na contabilidade e da consequente automação.


Por exemplo, o mecanismo de buscas Will robots take my jobs?, baseado em pesquisa de professores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, diz que entre 702 carreiras, a profissão de contador corre o risco de mais de 90% de chance de automação. Mas como uma máquina poderá auxiliar na gestão de uma empresa e na tomada de decisão?


A tecnologia na contabilidade vem possibilitando o aumento da Inteligência Artificial, trazendo benefícios como redução de custo operacional, melhoria na eficiência, automatização de processos e otimização de preços.


É muito importante utilizar a tecnologia para automatizar os processos e manter-se atualizado. Afinal, não é novidade para ninguém que a contabilidade também se beneficia da inovação. Além disso, você ganha tempo para atuar na consultoria contábil ou na contabilidade gerencial. Por isso, você precisa ler esse post para planejar o novo ano do escritório e ajudar seus clientes!


Segundo as empresas pesquisadas pelo Fórum Econômico Mundial, as máquinas desempenham 29% dos trabalhos. Esse número, segundo a organização, deverá subir para 42%, em 2022, e 52% em 2025.


Na visão da organização, o resultado disso seria um número maior de especialistas em diversos setores, além de outros cargos que exigem traços humanos, como prestadores de serviços.


Ora, quer melhor momento para o profissional de contabilidade se atualizar?


O trabalho de um contador é muito mais que lançar notas fiscais: na verdade, seu papel é de consultoria contábil. Ele compreende a análise cuidadosa das demonstrações financeiras de cada cliente para dar suporte ao sucesso de um negócio.


Claro que a tecnologia impacta diretamente no trabalho. É fundamental utilizar a tecnologia para automatizar os processos e se manter atualizado. E a tecnologia na contabilidade obriga sim a uma revolução em sua estrutura, nas estratégias aplicadas, na cultura dos colaboradores e nos processos adotados.


Mas o contador nunca deixará de desempenhar um papel essencial para as empresas. Papel esse, aliás, que vai muito além de uma obrigação. Trata-se de atuar na contabilidade gerencial, tornando-se um parceiro estratégico para os negócios.


Segundo o estudo Future of Jobs Report, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial, algumas das principais tendências para essa área entre 2018 e 2022, as 10 principais habilidades que serão procuradas no futuro próximo são:


Resolução de problemas complexos

Pensamento crítico

Criatividade

Gestão de Pessoas

Liderança colaborativa

Inteligência emocional

Julgamento e tomada de decisão

Orientação ao serviço

Negociação

Flexibilidade cognitiva


SPED inaugurou nova era contábil


Para representar a evolução tecnológica das obrigações acessórias, uma sigla que ganhou muita força nos últimos anos no setor é SPED (Sistema Público de Escrituração Digital)

O SPED inaugurou uma nova era contábil com o cruzamento de informações. No passado, os contadores se preocupavam apenas em registrar os documentos que os clientes enviavam. Além da declaração de Imposto de Renda.


Porém, com a implantação das diversas versões do Sped, toda a empresa precisa ter informações detalhadas e convergentes. Com isso, a informatização tornou-se uma necessidade na contabilidade gerencial.


Além disso, um grande desafio dos últimos anos é aliar a contabilidade à administração. Afinal, o contador, por meio da consultoria contábil, tornou-se um dos principais aliados do processo de desenvolvimento econômico-financeiro das organizações.


Fonte: Jornal Contábil

© 2020 por Base Contabilidade

  • Base Contabilidade
  • @base.cnt

Desenvolvido por Tratto Comunicação